Colégios eleitorais abrem no Níger

Niamey, 21 fev (EFE).- Os colégios eleitorais abriram neste domingo no Níger para as eleições presidenciais e parlamentares nas quais 7,6 milhões de cidadãos, de uma população total de 17,5 milhões, estão habilitados para escolher o novo presidente e os 171 deputados.

Os 25.792 centros de votação abriram suas portas às 8h (horário local, 7h em Brasília) e fecharão às 19h (horário local, 18h em Brasília), exceto em Diffa e Agadez (sudeste) onde os eles abrem e fecham com uma hora de antecedência porque amanhece e anoitece antes de o restante do país.

Os nigerinos escolherão o novo presidente entre 15 candidatos, incluindo o atual, Mahamadou Issoufou, que tenta um segundo mandato de cinco anos em um sistema eleitoral de dois turnos. Para as eleições parlamentares, que acontecem em turno único, os eleitores elegerão o novo parlamento entre 38 partidos que apresentaram suas candidaturas, além de oito listas de candidaturas independentes.

Estas eleições avontecem em um contexto marcado pelos prognósticos sobre uma possível reeleição de Issoufou, que declarou recentemente que se sente capaz de ser eleito já no primeiro turno com a obtenção de mais de 50% dos votos, uma conquista que nenhum utro candidato obteve no Níger e que, segundo a oposição, traduz a prepotência do presidente em fim de mandato.

A oposição também criticou ao atual governo por haver consentido o voto delegado (por poderes) para 1,3 milhões de nigerinos, por razões de residência, e que não está estipulado na atual lei eleitoral. Os principais partidos da oposição apresentaram um recurso para anular esta medida que consideram ter sido introduzida pelo governo para favorecer Issoufou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos