Combates em Benghazi matam 20 soldados do exército líbio fiel a Tobruk

Trípoli, 21 fev (EFE).- Pelo menos 20 soldados do exército líbio leal ao governo de Tobruk morreram e 30 mais ficaram feridos em combates com milícias leais ao Executivo rival de Trípoli na cidade de Benghazi, informou neste domingo à Agência Efe uma fonte de segurança.

Segundo seu relato, os soldados, membros da operação "Al Karama" (Dignidade) dirigida pelo chefe do exército, Khalifa Hafter, morreram ontem à noite em confrontos armados com integrantes das milícias "Maylis al Shura" e "Zuar de Benghazi".

Apesar das baixas, as forças de Hafter tomaram o controle de vários bairros da cidade, a segunda em importância do país, assim como do porto de Al Marisa, explicou a fonte, que preferiu não ser identificada.

"A maioria dos mortos são soldados das forças de Hafter, enquanto só três milicianos ficaram feridos", acrescentou a fonte antes de indicar que os combates prosseguem em outros bairros da cidade, também contra os grupos jihadistas.

Benghazi é cenário contínuo de combates desde que em maio de 2014 o general Hafter, membro da cúpula que levou Muammar Kadafi ao poder em 1969, suspendeu um cerco para combater às forças ligadas ao governo de Trípoli.

A ofensiva deixou centenas de milhares de deslocados internos e permitiu que os jihadistas aproveitassem a divisão para tomar o controle de alguns dos bairros desta cidade, capital dos rebeldes durante a revolta que em 2011 provocou a queda do ditador.

Desde aquele ano, a Líbia é vítima do caos e da guerra civil, aonde o jihadismo conseguiu consolidar-se e estender sua ameaça aos demais estados da região.

Os fanáticos controlam as cidades de Derna, vizinha ao Egito, e de Sirte, seu principal bastião no litoral do Mediterrâneo, e conseguiram estabelecer postos em localidades do oeste como Sabrata, no meio caminho entre a capital e a fronteira com a Tunísia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos