Duplo atentado na Síria mata pelo menos 57 pessoas

(Atualiza o número de mortos e outros detalhes).

Cairo, 21 fev (EFE).- Pelo menos 57 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas em um duplo atentado ocorrido neste domingo em um bairro do centro da cidade síria de Homs, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG comunicou que os atentados foram realizados com dois veículos carregados de explosivos, no bairro Al Zahraa, de maioria alauíta, uma minoritário credo xiita ao qual pertence o presidente sírio, Bashar al Assad.

Além disso, afirmou que entre os mortos estão pelo menos 39 civis, enquanto os demais se desconhece se são civis ou pertencem às milícias do regime.

Por sua parte, a agência oficial de notícias síria "Sana" informou que pelo menos 34 pessoas morreram no duplo atentado.

O governador de Homs, Talal al Barazi, disse à "Sana" que o atentado aconteceu na rua 60, perto da entrada do bairro de Al Armam.

O Observatório indicou em sua nota que os familiares das vítimas expulsaram Al Barazi, que estava visitando os dois locais das explosões.

A nota detalhou que dezenas de pessoas gritaram palavras de ordem contra o governador após uma rápida confusão entre alguns moradores e Al Barazi, que finalmente abandonou a área.

Por outro lado, a agência "Amaaq", vinculada ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI), disse hoje que dois veículos com explosivos dos jihadistas "atingiram" a rua 60 no bairro de Al Zahraa.

No dia 26 de janeiro, a mesma rua foi cenário de um duplo atentado realizado pelo EI com um carro-bomba, que foi seguido de outro cometido por um suicida com um colete de explosivos.

Esses ataques causaram a morte de um total de 32 pessoas: 17 civis, entre eles sete mulheres; e 15 membros das forças leais ao regime sírio, entre eles o chefe de uma delegacia.

Nesse mesmo dia, o EI reivindicou a autoria do atentado contra o bairro de Al Zahra.

Além disso, em 28 de dezembro, outras 32 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em outro duplo atentado nesse distrito de Homs.

A Síria sofre há quase cinco anos com um conflito que causou mais de 260 mil mortes, segundo o Observatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos