Série de explosões deixa 62 mortos em área xiita ao sul de Damasco

(Atualiza número vítimas).

Cairo, 21 fev (EFE).- Pelo menos 62 pessoas morreram e 180 ficaram feridas neste domingo em quatro explosões registradas na região de Sayida Zeinab, de maioria xiita, na periferia meridional de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG detalhou que duas das explosões foram provocadas por terroristas suicidas e outra por um carro-bomba, enquanto as causas da quarta ainda estão sendo investigadas.

A fonte indicou ainda que é possível que aumente o número de vítimas devido à gravidade dos ferimentos.

A agência "Amaaq", vinculada ao Estado Islâmico (EI), disse que dois combatentes suicidas desse grupo jihadista detonaram seus coletes de explosivos depois que um carro-bomba explodiu na mesma região.

No último dia 31 de janeiro, pelo menos 58 pessoas, segundo números do Observatório, morreram em várias explosões causadas pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na mesma região dos arredores da capital síria.

Sayida Zeinab se encontra 17 quilômetros ao sul de Damasco e está protegido pelo grupo xiita libanês Hezbollah, cujos líderes insistem em que estão ali para proteger as áreas e santuários xiitas dos ataques dos insurgentes sunitas na Síria.

Nesta região se encontra a mesquita xiita de mesmo nome, local de peregrinação dos fiéis desse ramo do islã e que no passado já foi alvo de ataques.

De acordo com dados da ONU, em quase cinco anos de guerra morreram na Síria 260.000 pessoas e mais de 12 milhões de sírios, entre eles 5.500.000 crianças, necessitam assistência humanitária imediata.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos