Peru confirma terceiro caso importado de vírus do zika

Lima, 22 fev (EFE).- O Ministério da Saúde (Minsa) do Peru reportou o terceiro caso importado do vírus do zika no país, um homem de 29 anos que vive na região de Moquegua, no sul, e que aparentemente foi infectado no Brasil, informou nesta segunda-feira em um comunicado oficial.

O Minsa indicou que o homem foi internado semana passada no hospital da cidade de Ilo, em Moquegua, já que ao voltar ao país apresentou um quadro de febre, dores de cabeça e articulares.

"Os médicos detectaram a presença do genoma do vírus do zika no paciente depois de uma amostra ser avaliada no Instituto Nacional de Saúde (INS), em Lima", acrescentou a nota.

O Minsa afirmou que na região Moquegua não há presença de Aedes aegypti, o mosquito transmissor do vírus, e que por isso não existe risco de transmissão à outras pessoas.

Desde outubro o INS analisou 310 amostras por suspeita de zika, e três foram positivas e catalogadas como "casos importados".

Os outros dois casos de zika foram registrados em Lima, em um cidadão venezuelano residente na capital peruana que voltou de seu país e em um peruano que também passou férias na Venezuela.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou em 1º de fevereiro uma emergência sanitária internacional pela rápida propagação do zika em diferentes países e pelas possíveis consequências desta doença.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos