Mais de 100 mil refugiados e imigrantes chegaram à Europa desde janeiro

Genebra, 23 fev (EFE).- Mais de 100 mil refugiados e imigrantes chegaram à Europa pelo Mar Mediterrâneo desde janeiro, informou nesta terça-feira a Organização Internacional de Migrações (OIM).

Dessas pessoas, mais de 97 mil entraram pela Grécia e o restante pela Itália (aproximadamente 7,5 mil), segundo especificou a entidade.

Nesse período foram registrados 410 mortos em naufrágios, dos quais 321 perderam a vida na rota do Mediterrâneo oriental, entre as costas da Turquia e as ilhas gregas, o trajeto marítimo considerado mais mortífero para os refugiados.

De acordo com os registros da OIM na Grécia, desde fevereiro chegaram ao país mais de 35 mil refugiados e imigrantes, dos quais 48% procedem da Síria, 25% do Afeganistão, 17% do Iraque, 3% do Irã e 2% do Paquistão. Os 5% restantes são originais de Marrocos, Bangladesh e Somália, entre outros países.

Neste mês, a OIM estima que cerca de 26 mil refugiados cruzaram a fronteira entre Grécia e Macedônia, onde só é permitida a passagem de cidadãos da Síria, Iraque ou Afeganistão.

Por outro lado, na Itália "foram reportados vários dias sem chegadas devido às duras condições do mar". Na segunda-feira foram resgatadas 940 pessoas das águas do Canal da Sicília, a maioria de origem subsaariano e que tinham saído da Líbia devido à deterioração da segurança no país.

"Seguimos registrando chegadas de muitos imigrantes vulneráveis, que estão geralmente em más condições e foram vítimas de violência dos traficantes. Há muitas mulheres vítimas de tráfico humano, uma tendência alarmante que já observávamos em 2015", disse um porta-voz do OIM da Itália, Flavio Di Giacomo.

Enquanto as entradas de refugiados e imigrantes pela Grécia aumentou de forma exponencial em relação há um ano, as que ocorrem pela Itália se mantêm estáveis.

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) estima que até 90% dos que chegam pelo Mediterrâneo à Grécia fogem da guerra e da perseguição e são aptos para receber o status de refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos