PUBLICIDADE
Topo

Indonésia fechará todos os "bairros vermelhos" do país até 2019

Em Bancoc (Tailândia)

24/02/2016 07h41

As autoridades da Indonésia querem fechar todos os "bairros vermelhos" do país até 2019, informou nesta quarta-feira (24) a imprensa local.

O plano governamental dirigido pelo Ministério de Assuntos Sociais indonésio contempla o fechamento de um total de 168 zonas de prostituição.

Os primeiros 68 "bairros vermelhos" já foram neutralizados e os cem restantes serão fechados nos próximos três anos, segundo declarações da ministra de Assuntos Sociais, Khofifah Indar Parawasan, recolhidas pelo jornal local "The Jakarta Post".

O Ministério de Assuntos Sociais oferece às mulheres que trabalham na indústria do sexo, cujo número não foi mencionado, programas e ajudas para a reinserção social.

Segundo o Unicef, 30% das pessoas que exercem o ofício na Indonésia são menores de idade.

A prostituição está amplamente estendida pelo arquipélago indonésio e floresce principalmente nas grandes metrópoles, como Jacarta, Surabaia e Bandung, e nos destinos turísticos, como Bali e Riau, esta última frequentada principalmente por turistas de Cingapura.

A princípio, a prática é legal porque não está tipificada na lei da Indonésia, mas a polícia costuma penalizá-la ao inclui-la entre os delitos contra a decência e a moral pública.