PSOE e Ciudadanos assinam acordo de governo na Espanha

Madri, 24 fev (EFE).- O líder do PSOE, Pedro Sánchez, e o presidente do Ciudadanos, Albert Rivera, assinaram nesta quarta-feira um acordo "para um governo reformista e de progresso" na Espanha, pelo qual o novo partido liberal se compromete a apoiar a posse do candidato socialista como presidente do Executivo.

A assinatura do documento, que aconteceu no Congresso dos Deputados, contou com a presença das equipes negociadoras de ambos partidos políticos.

O documento recolhe o programa do novo Executivo e inclui uma reforma da Constituição, uma reforma tributária e laboral, a defesa da unidade da Espanha e uma rejeição frontal a um eventual referendo de independência na Catalunha (nordeste).

O acordo, no entanto, não garante a escolha de Sánchez como chefe do Executivo, já que necessita de apoio ou, pelo menos da abstenção dos deputados de outras formações, já que os 90 do PSOE e os 40 dos Ciudadanos (partido político) não são suficientes para conseguir uma maioria entre os 350 legisladores do Congresso.

O documento selado entre Sánchez e Rivera inclui um amplo conjunto de medidas em matéria social, econômica, de regeneração democrática e de luta contra a corrupção, além do apoio à escolha do líder socialista como presidente do Governo.

Após a assinatura, o candidato socialista à presidência do governo, Pedro Sánchez, afirmou que o pacto com os liberais procura "o bem comum".

O líder dos Ciudadanos não descartou entrar em um governo presidido por Sánchez e pediu ao governamental Partido Popular um "esforço de coragem e generosidade" para apoiar o acordo.

O Ciudadanos, de ideologia liberal e que ganhou nas eleições de dezembro muitos eleitores do Partido Popular, é um dos novos partidos surgidos na Espanha durante a crise econômica e que quebrou com o bipartidarismo que persiste há mais de 30 anos.

O debate de posse ocorrerá em 1 de março para proceder à votação no dia seguinte, quando será revelado se Sánchez será designado pelo Congresso ou terá que ir a uma segunda votação em 5 de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos