Ofensiva do EI contra cidade na fronteira síria deixa 10 civis mortos

Beirute, 28 fev (EFE).- Pelo menos dez civis morreram neste domingo, o segundo dia de uma ofensiva do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra a cidade síria de Tel Abiad, na fronteira com a Turquia e controlada pelas forças curdo-sírias, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os civis foram atingidos por bombardeios da coalizão internacional contra o EI e durante os combates no terreno entre jihadistas e as Unidades de Proteção do Povo (YPG), as milícias curdo-sírias, que ao final conseguiram repelir o ataque.

Ontem, pelo menos 70 combatentes do EI e 20 guerrilheiros curdos morreram nos confrontos em Tel Abiad e proximidades, no norte da província de Al Raqqa, principal reduto dos radicais na Síria.

O Observatório explicou que os extremistas iniciaram o ataque contra Tel Abiad na manhã de sábado, onde contavam com uma "célula dormente" de seus combatentes, a maioria menor de idade, que tinham se infiltrado nessa cidade.

Outros integrantes do EI entraram em Tel Abiad disfarçados de guerrilheiros curdo-sírios.

Apesar desta ofensiva, a ONG destacou que as YPG conseguiram retomar o território controlado pelos radicais e recuperaram o domínio das cidades de Hamam al Turkman, Ain al Arus, Suluk e Nus Tal.

Em comunicado, as YPG denunciaram o ataque dos extremistas e acusaram a Turquia de apoiar o EI nesta ofensiva, que coincidiu com o início do cessar-fogo na Síria, que não os inclui e nem à Frente Al Nusra, filial síria da Al Qaeda.

As forças curdo-sírias tomaram em junho o controle de Tel Abiad do EI, por onde passava uma importante via de abastecimento da Turquia à cidade de Al Raqqa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos