Assad garante cumprir trégua, apesar de ataques dos "terroristas"

Berlim, 1 mar (EFE).- O presidente sírio, Bashar al Assad, afirma em entrevista divulgada nesta terça-feira pela TV pública alemã "ARD" que suas tropas mantêm o cessar-fogo estipulado pelos Estados Unidos e pela Rússia, apesar às violações dos "terroristas".

Em declarações antecipadas pelo canal - já que a entrevista irá ao ar somente às 19h45 GMT (17h45 em Brasília) -, Assad se compromete a fazer "sua parte" para que se mantenha a cessação das hostilidades, mas reconhece que tudo tem "seu limite" e que o sucesso depende do "outro lado".

"Vamos fazer nossa parte para que aconteça", afirmou Assad.

De acordo com o presidente sírio, "os terroristas violaram o cessar-fogo desde o primeiro momento", enquanto "as forças armadas sírias, por sua vez, recusaram responder para manter aberta a esperança de que o acordo sobreviva".

"Isto é o que podemos fazer, mas, no final, tudo tem seu limite e depende do outro lado", advertiu.

Com relação à situação da população síria, Assad considerou que o país está vive um "desastre" humano e negou que seu exército bloqueie o acesso dos comboios humanitários da Organização das Nações Unidas (ONU) a algumas localidades e regiões rebeldes, como é acusado.

O presidente sírio disse que seu país não é "totalmente soberano" na atualidade porque depende da ajuda de Rússia, Irã e Líbano, que lhe apoiam em sua luta contra o terrorismo.

"Não vieram em nossa defesa, mas em sua própria defesa", afirmou.

Assad criticou a posição do Ocidente, que apoia os rebeldes, e questionou se não seria "mais inteligente e menos caro" ajudar os sírios em sua terra, em vez de se ver forçado a receber refugiados "que abandonam seu país com urgência".

Para isto, em sua opinião, o Ocidente deve decidir combater o terrorismo em vez de seu país.

Aos rebeldes ele oferece uma "anistia ilimitada" se entregam suas armas: "Não exijo nada mais".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos