Ataque contra sede militar mata 40 no oeste do Iraque

Bagdá, 1 mar (EFE).- Pelo menos 40 soldados das forças iraquianas, entre eles um alto oficial, morreram nesta terça-feira em um atentado realizado por dois suicidas contra a sede das Forças Armadas na região de Haditha, na província de Al-Anbar, no Iraque.

Uma fonte de segurança de Ramadi, capital de Al-Anbar, explicou à Agência Efe que os jihadistas detonaram seus coletes de explosivos dentro do quartel.

Morreram o general-de-brigada Ali Aboud, chefe de operações da região de Al Jazeera al Badia, e o tenente- coronel Farhan Ibrahim.

Outros cinco oficiais do exército e 33 soldados do terceiro batalhão, vinculado à chefia de operações da Al Jazeera al Badia morreram.

Após o atentado houvem duros confrontos entre as forças iraquianas e os jihadistas nos arredores de quartel, que fica perto da barragem de Haditha.

A província de Al-Anbar esteve parcialmente dominada desde janeiro de 2014 pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que em junho desse ano conquistou novas partes do Iraque e proclamou um califado nos territórios sob seu controle neste país e na Síria.

As forças iraquianas conseguiram recuperar o controle de Ramadi em dezembro, mas os jihadistas ainda se mantêm fortes em outros pontos, como na cidade de Faluja.

Nos últimos dois dias o EI realizou dois sangrentos atentados suicidas, um deles ontem na região de Al-Meqdadiya, que deixou 35 mortos, e outro no domingo no distrito de maioria xiita de Cidade de Sadr, em Bagdá, que matou 55 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos