Cazaquistão produz minissérie de época que contará suas origens

Astana, 1 mar (EFE).- Ela foi promovida como a versão "Game of Thrones" cazaque, mas em vez de ter dragões que cospem fogo e reinos fictícios, a minissérie de televisão "Kanato Cazaque" levará para a ficção a luta real pelo trono, que aconteceu há 550 anos após a queda do Império Mongol.

A série, que estreará em dezembro no Cazaquistão, será rodada em cazaque e dublada em russo, inglês, espanhol, turco, chinês e outros idiomas para ampliar o alcance dela, que poderá ser vendida a outros mercados na Ásia e no resto do mundo, explicou à Efe o produtor Armam Assenov.

Os 20 episódios buscam promover a história da nação centro-asiática dentro e fora de suas fronteiras.

"É uma pena que todo mundo pense que a história de nossa nação começou com a fragmentação da União Soviética. Por isso acreditamos que seria um crime não apresentar nossa rica história, nossa cultura e nossas tradições", ressaltou Assenov.

A série, do diretor Rustem Abrashev, se baseia na trilogia histórica do autor cazaque Ilyas Yesenberlin "Os Nômades", romance reconhecido por ajudar o Cazaquistão de hoje em dia a recuperar seu sentido de nação.

Após a morte de Genghis Khan, o Império Mongol se fragmentou em kanatos - estados menores governados por um kan. Um deles foi o Kanato Cazaque, criado em 1465 no noroeste do antigo império, abrangendo a região que hoje é o Cazaquistão.

A estreia de "Kanato Cazaque" está programada para coincidir com o 25º aniversário de sua independência de outro império: da União Soviética, que aconteceu formalmente em 16 de dezembro de 1991.

A soberania levou o Cazaquistão a apostar na recuperação de sua identidade e de sua cultura.

A crise financeira mundial não afetou este projeto, orçado em US$ 7 milhões (R$ 28 milhões). A metade veio do Estado cazaque e a outra metade, de patrocinadores independentes, informou Assenov.

O produtor disse que está encantado por "Kanato Cazaque" ter sido comparada com a premiada série americana "Game of Thrones", mas afirmou que existem diferenças importantes entre ambas as séries.

"Nossa principal diferença é que não estamos rodando sete reinos de ficção, mas sete kanatos reais que surgiram após a morte de Genghis Khan", explicou Assenov.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos