Damasco dá sinal verde ao plano do Unicef para imunizar menores sírios

Beirute, 1 mar (EFE).- As autoridades da Síria deram sinal verde ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) para realizar um plano nacional de imunização contra doenças entre os menores de idade.

O anúncio foi feito nesta terça-feira em comunicado pelo diretor-executivo do Unicef, Anthony Lake, ao término de uma visita ao território sírio.

Na nota, Lake considerou que essa iniciativa, que se desenvolverá em colaboração com o Ministério de Saúde sírio e a Organização Mundial da Saúde (OMS), "requereria um acesso sustentado a todas as áreas assediadas" e que tanto o governo como a oposição armada o facilitem.

O responsável internacional lembrou que esta é sua segunda viagem à Síria, depois da que fez há dois anos.

"Agora a cessação das hostilidades oferece ao povo sírio a possibilidade da paz", destacou.

Durante sua estadia no país árabe, Lake visitou as províncias de Damasco, Homs e Hama, onde conheceu pessoas que lhe falaram de "um raio de esperança".

Lake relatou que conheceu crianças nas salas de aula que lhe contaram seus sonhos de futuro para se transformar em médicos, engenheiros e professores.

O diretor-executivo do Unicef teve a oportunidade de percorrer o assediado bairro de Al Waer, na cidade de Homs, onde assegurou que viu coisas que não havia há dois anos em sua primeira viagem, como lojas abertas, gente caminhando pela rua e crianças nos colégios e não escondidas em porões por temor dos franco-atiradores.

Em dezembro do ano passado, as autoridades locais e os grupos armados de Al Waer assinaram um acordo de reconciliação para pacificar a região e acabar com as hostilidades.

Além disso, Lake reiterou o compromisso de sua organização para fazer todo o possível para apoiar a Síria "não só para responder a suas necessidades humanitárias urgentes, mas também na recuperação e no desenvolvimento".

Por outro lado, Lake ressaltou que ainda há oito milhões de menores que necessitam de assistência, dos quais seis milhões estão dentro do país árabe e outros dois milhões fugiram a Estados vizinhos da Síria.

A visita do responsável do Unicef aconteceu em meio ao cessar-fogo no território sírio, que hoje entrou em seu quarto dia. EFE

ssa/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos