Esposa de Trump diz que seu marido não é racista nem anti-imigrante

Washington, 29 fev (EFE).- A esposa do pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump, Melania, disse nesta segunda-feira em entrevista que seu marido não é racista nem anti-imigrante, mas é contra aqueles que violam as leis e entram no país de forma ilegal.

"Ele não é racista. Não é anti-imigrante", disse Melania Trump, que lembrou em entrevista à emissora "CNN" que ela mesma é imigrante, já que nasceu na Eslovênia. "Eu obedeci a lei, fiz tudo corretamente. Eu não violei a lei e fiquei aqui, e acredito que é isso que as pessoas deveriam fazer", disse a esposa do magnata.

Em uma entrevista muito pessoal, Melania também se referiu a seu hipotético papel como primeira-dama, e assegurou que ela seria "distinta" das anteriores, já que seria ela mesma e ajudaria as mulheres e as crianças.

A esposa do magnata do setor imobiliário também explicou que não está de acordo com tudo o que seu marido faz, especialmente com a linguagem e com o tom que utiliza, já que Trump frequentemente recorre às desqualificações pessoais e aos insultos, mas disse que se ele for eleito presidente, isso mudará.

"Para construir um império empresarial como ele fez, não se pode usar sempre esse tipo de tom. Ele realmente seria capaz de mudar suas palavras e seu tom", opinou Melania.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos