Agente alemão é acusado de traição por espionar para EUA e Rússia

Berlim, 2 mar (EFE).- Um agente do Serviço de Inteligência Alemão (BND) foi acusado de traição nesta quarta-feira por entregar informação aos serviços de espionagem dos Estados Unidos e da Rússia e pôr em perigo a vida de uma fonte de sua organização no exterior.

O promotor Wolfgang Siegmund declarou que o agente, identificado como Markus R., tinha cometido com isso "um pecado capital" no trabalho de inteligência, segundo informou a imprensa alemã.

Além disso, em sua alegação perante a Audiência Territorial de Munique, Siegmund disse que o espião tinha entregado à CIA (agência de inteligência dos EUA) bancos de dados com os nomes e os codinomes de agentes alemães no exterior.

A promotoria também criticou os chefes do acusado pela existência de um banco de dados dessa natureza que, segundo afirma, não pode existir no trabalho de uma organização de espionagem.

"Um serviço de inteligência não pode permitir-se ter pontos fracos dessa natureza", destacou.

O agente, segundo a promotoria, entregou informação confidencial a secretos serviços estrangeiros em troca de dinheiro e entre 2008 e 2014 teria recebido cerca de 100 mil euros.

O acusado, detido em 2014, fez uma ampla confissão perante o tribunal, na qual relatou que seus principais motivos tinham sido o dinheiro, a frustração e o aborrecimento.

O crime de traição pode ser castigado, segundo a gravidade, com penas de prisão que vão de um ano até a prisão perpétua.

A defesa do acusado apresentará seus argumentos em 14 de março e a sentença deve ser anunciada três dias depois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos