Governo aumenta limite de participação estrangeira em companhias aéreas

Brasília, 2 mar (EFE).- O governo brasileiro aumentou de 20% para 49% a participação permitida de empresas estrangeiras no capital das companhias aéreas nacionais, segundo um decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff, e publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial.

O decreto tem caráter provisório e sua aplicação definitiva dependerá da aprovação de uma lei proposta pelo governo, que deverá ser analisada pelo Congresso nos próximos quatro meses.

Segundo o Ministério da Fazenda, esta medida pretende gerar "novas fontes de recursos para capitalizar o setor de transporte aéreo", diante da aguda crise que as companhias aéreas do país estão sofrendo.

A Gol, que tem a maior fatia do mercado brasileiro, teve no terceiro trimestre do ano passado prejuízo de R$ 2,13 bilhões.

De acordo com o governo, a mudança na legislação que limita a participação estrangeira no setor permitirá a capitalização das empresas e favorecerá uma maior concorrência, "com efeitos benéficos para toda a sociedade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos