Mais de 20 golfinhos são encontrados mortos em praias da Argentina

Buenos Aires, 2 mar (EFE).- Pelos menos 23 golfinhos da espécie franciscana foram encontrados mortos nos últimos dias em diversas praias da província de Buenos Aires e os cientistas investigam as causas de suas mortes.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira à Agência por Efe fontes da fundação Mundo Marino, à qual foram reportadas as mortes e que encomendou análises para esclarecer as mortes desses golfinhos.

"Apareceram ao longo de 50 quilômetros de costa, entre as localidades de San Clemente del Tuyú e Mar de Ajó, em uma média de três dias. O fato de que tenha aparecido um número tão grande, todos juntos, nos faz suspeitar que alguma questão em particular causou a morte destes animais", disse à Efe a porta-voz do Mundo Marino, Gloria Veira.

A fundação encomendou necropsias a um determinado número dos espécimes achados para patologistas da Universidade de La Plata.

"Os sinais externos que apresentam alguns espécimes são marcas de redes em seus bicos. Mas não queremos responsabilizar ninguém até ter os resultados das necropsias", ressaltou Veira.

A porta-voz ressaltou que a cada ano, ao longo do litoral atlântico do sul do Brasil até a Argentina, aparecem mortos entre 500 e 800 golfinhos da espécie franciscana porque se engancham com as redes de pesca.

"Calcula-se que há 40.000 exemplares desta espécie, e, com esta estatística de mortes, infelizmente é possível que daqui a 30 anos a espécie deixe de existir", advertiu Veira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos