Papa afirma que Igreja não quer o "dinheiro sujo" da exploração

Cidade do Vaticano, 2 mar (EFE).- O papa Francisco afirmou nesta quarta-feira que a Igreja não quer doações de "dinheiro sujo" que provenham do lucro obtido da exploração de trabalhadores.

"E aqui penso em alguns benfeitores da Igreja, com boas ofertas, mas esta oferta é fruto de tantas pessoas abusadas, maltratadas, escravizadas, com o trabalho mal pago. Eu digo a estas pessoas: levem de volta este cheque, queime-o. O povo de Deus, a Igreja, não precisa de dinheiro sujo, mas de corações abertos à misericórdia de Deus", disse ele, durante a audiência geral que celebrou na Praça de São Pedro.

O pontífice tinha se referido a uma frase do profeta Isaias na qual este diz que "Deus não queria o sangue de cordeiros e touros", "nem a oferta realizada com as mãos manchadas com o sangue dos outros irmãos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos