Chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA realiza nova visita oficial a Israel

Jerusalém, 3 mar (EFE).- O general Joseph F. Dunford, chefe do Estado-Maior Conjunto do Exército dos Estados Unidos, realiza uma visita oficial em Israel, a segunda ao país desde outubro, segundo informou nesta quinta-feira o Exército israelense.

Dunford chegou na quarta-feira no país convidado pelo chefe do Estado-Maior israelense, general Gadi Eizenkot, com quem abordará várias questões, aponta um comunicado das Forças Armadas israelenses, que não precisa sua natureza.

"A visita reforça a forte e perdurável relação em matéria de defesa entre Estados Unidos e Israel e prossegue a cooperação entre os exércitos de ambos países", afirma a nota.

A viagem do responsável militar americano precede a visita a Israel e à Palestina que efetuará na próxima semana o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em uma viagem regional.

A Casa Branca informou na quarta-feira que Biden fará uma visita de dois dias, que se iniciará na terça-feira, na qual tem fixados encontros em Jerusalém com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente, Reuven Rivlin, e em Ramala com o presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Israel e EUA negociam há meses a renovação de um acordo de cooperação e assistência militar, perante o vencimento do último alcançado em 2007 por um período de dez anos, que estabelecia valores de US$ 30 bilhões em seu conjunto.

O Executivo de Netanyahu quer agora que Washington aumente seu apoio militar como "compensação" ao acordo que a comunidade internacional alcançou com o Irã em matéria nuclear no verão passado, embora as partes discordem sobre o montante e o tipo de armas às quais o Exército israelense poderia ter acesso.

O jornal "Ha'aretz" revelou recentemente que em uma das últimas rodadas de contatos realizada em Jerusalém, os americanos acordaram aumentar a ajuda em uma quantidade não superior a US$ 400 milhões de anuais, mas Israel aspira a obter entre US$ 1 e 2 bilhões adicionais ao ano.

Por causa destas diferenças, Netanyahu sugeriu a possibilidade de deixar as negociações até a entrada interina da próxima Administração americana na Casa Branca em janeiro de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos