EUA pedem à Coreia do Norte que evite a retórica e as ações provocativas

Washington, 3 mar (EFE).- O Departamento de Estado dos Estados Unidos pediu nesta quinta-feira à Coreia do Norte que evite "a retórica e as ações provocativas que agravam tensões", depois que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ordenou que as armas nucleares do regime fossem preparadas "para serem utilizadas a qualquer momento".

"Pedimos à Coreia do Norte que evite a retórica e as ações provocativas que agravam tensões e a que, ao invés disso, se concentre no cumprimento de suas obrigações e compromissos internacionais", disse em comunicado a porta-voz do Departamento de Estado para a Ásia Oriental e o Pacífico, Gabrielle Price.

O Departamento de Defesa americano, por sua vez, disse estar "a par" das palavras de Kim e garantiu que está "monitorando" a situação na Península da Coreia em coordenação com os aliados dos EUA na região.

Kim apelou hoje para "a necessidade de desdobrar as ogivas nucleares para a defesa nacional e de tê-las sempre preparadas para que possam ser disparadas a qualquer momento", segundo publicou a agência norte-coreana "KCNA".

O líder do regime comunista se posicionou desta forma um dia depois de o país asiático ter realizado um lançamento de mísseis de curto alcance, após a decisão do Conselho de Segurança da ONU de impor novas e mais duras sanções contra Pyongyang.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos