China construirá segunda ferrovia entre Tibete e o resto do país

Pequim, 5 mar (EFE).- O governo da China anunciou nesta sexta-feira que será construída uma segunda ferrovia entre a conflituosa região autônoma do Tibete (sudoeste) e o restante do país, quase 10 anos após a inauguração da primeira.

A nova ligação será entre a capital regional, Lhasa, e a cidade chinesa de Chengdu, na província vizinha de Sichuan, onde também vivem comunidades de etnia tibetana e na última década houve confrontos entre esta e as autoridades chinesas, com dezenas de mortos.

A ferrovia é um dos projetos que integram o XIII Plano Quinquenal 2016-2020, apresentado na inauguração da sessão anual da Assembleia Nacional Popular, a reunião política mais importante do ano na China.

A única ferrovia atualmente em funcionamento no Tibete, de 1.956 quilômetros, liga a região com a província chinesa de Qinghai, ao norte de Sichuan, e foi inaugurada em 2006 pelo então presidente da China Hu Jintao.

A segunda linha deverá cobrir os 1.629 quilômetros entre Lhasa e Chengdu em 15 horas pelo planalto do Tibete, com alturas superiores aos quatro mil metros acima do nível do mar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos