Grupos pró e anti-Lula entram em confronto em São Paulo e São Bernardo

São Paulo, 4 mar (EFE).- Grupos de manifestantes a favor e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se enfrentaram nesta sexta-feira em São Paulo, depois que a polícia transferiu o ex-presidente a uma delegacia no aeroporto de Congonhas para prestar depoimento por seu suposto envolvimento no esquema da Petrobras.

Em frente à casa de Lula, no município de São Bernardo de Campos, se reuniram defensores e críticos do ex-chefe de Estado, que hoje foi alvo da 24ª fase da Operação Lava Jato, que investiga a trama de corrupção na companhia petrolífera estatal.

Ambos grupos trocaram insultos e acusações em frente ao edifício onde vivem Lula e sua esposa e que hoje foi revistado pela Polícia Federal.

Apesar da intervenção da polícia, várias pessoas ficaram feridas nos enfrentamentos.

No aeroporto de Congonhas, a polícia estabeleceu um cordão de segurança para evitar confrontos entre simpatizantes e opositores do ex-presidente, que governou o Brasil entre 2003 e 2010.

Os cânticos de "Lula guerreiro, do povo brasileiro" dos defensores do ex-presidente se misturaram com os gritos contra o PT.

Os dois grupos anunciaram que se mobilizarão durante o dia todo. Além disso, no próximo dia 13 de março está prevista uma grande manifestação a favor do início do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

O Ministério Público afirmou hoje que o conjunto de indícios contra Lula na investigação aberta por corrupção é "bastante significativo", enquanto o Instituto Lula denunciou que a operação contra o ex-presidente foi uma "agressão ao estado de direito".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos