HRW pede que ONU interceda pelas mulheres saarauís retidas à força

Túnis, 4 mar (EFE).- A organização internacional de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) pediu nesta sexta-feira ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que interceda pelas mulheres saarauís que supostamente estão retidas contra sua vontade nos campos de refugiados e nas "áreas liberadas".

Em comunicado de seu departamento para o Oriente Médio e o norte da África, a diretora da HRW, Sarah Leah Whitson, pede ao diplomata sul-coreano que aproveite a visita que realizará amanhã à região para reivindicar que as citadas mulheres possam retornar à Espanha, onde têm sua residência legal.

"Reter um adulto contra sua vontade é considerado confinamento ilegal, mesmo que estejam retidas por familiares que dizem amá-las", lembrou Whitson.

A HRW enviou no último dia 10 de fevereiro uma carta ao ministro da Justiça da República Árabe Saarauí Democrática (RASD), Mrabih Mami, na qual denunciava os casos de três delas: Maloma Morales de Matos, de 22 anos; Darya Embarek Selma, de 26; e Nadjiba Mohammed Kacem, 24.

Segundo a denúncia de pessoas próximas a elas na Espanha, as três viajaram para visitar seus parentes nos campos de refugiados saarauís erguidos há mais de 40 anos em território argelino e desde então se desconhece seu paradeiro.

De acordo com essas famílias na Espanha, as três estão retidas contra sua vontade desde 2013 e dezembro de 2015 - no caso da primeira delas - nos acampamentos e nas áreas arrebatadas ao Marrocos, a força ocupante.

As três fizeram parte do programa iniciado na Espanha para que as crianças e adolescentes saarauís passem o verão afastadas das duras condições de vida impostas pelo deserto no qual o povo saarauí sobrevive há quatro décadas.

Muitas dessas crianças estabelecem laços de fraternidade tão grandes com as famílias de amparada que estas assumem inclusive suas despesas de educação e manutenção e inclusive tentam sua adoção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos