Líbia confirma libertação de dois italianos sequestrados no país

Roma, 4 mar (EFE).- Dois trabalhadores italianos sequestrados desde julho de 2015 na Líbia foram libertados, informou nesta sexta-feira o Ministério das Relações Exteriores, que confirmou a morte de outros dois reféns da mesma nacionalidade pelos combates entre polícia e jihadistas.

Os italianos Filippo Calcagno e Gino Pollicardo, trabalhadores da sociedade de construção italiana Bonatti, entraram em contato com sua família para anunciar a libertação e que estão sob custódia da polícia líbia.

O Ministério dos Exteriores pediu prudência até que os dois trabalhadores possar ser entregues às instituições italianas e fique comprovado como ocorreu a libertação.

Várias fotos dos dois italianos, muito magros e como a barba longa, foram divulgadas por alguns meios de comunicação, assim como uma mensagem escrita em um papel no qual Gino Pollicardo e Filippo Calcagno anunciam - embora com data de 5 março - que estão livres, fisicamente bem, mas psicologicamente destroçados e que necessitam voltar "urgentemente à Itália".

A notícia repentina da libertação surpreendeu, já que ocorre depois que ontem foi informado que dois dos outros trabalhadores da empresa italiana junto com os que tinham sido sequestrados em julho de 2015 foram encontrados mortos após os combates entre jihadistas e forças líbias que ocorreram na quarta-feira no sul da cidade de Sabratah.

O Ministério dos Exteriores explicou ontem que nas imagens recebidas era possível ver os corpos de dois ocidentais e que "poderiam se tratar" de Fausto Piano e Salvatore Failla.

Ainda se desconhece se os dois italianos morreram no momento do combate ou como apontam alguns veículos de comunicação foram executados pelos jihadistas que tinham lhes sequestrados no momento no qual foram surpreendidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos