Secretário-geral da ONU visita saarauís para desbloquear diálogo de paz

Tinduf (Argélia), 5 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, chegou neste sábado a Tinduf, na Argélia, para realizar sua primeira vista aos campos de refugiados saarauís, um ato com o qual procura desbloquear o processo de paz na região depois dos empecilhos colocados por Marrocos ao referendo de autodeterminação.

O diplomata sul-coreano, que viaja acompanhado pelo enviado especial Christopher Ross, aterrissou no aeroporto de Tinduf pela manhã, onde foi recebido pela chefe da missão da ONU para o Saara Ocidental (Minurso), Kim Bolduc, e a equipe no local.

Também aguardavam o secretário-geral da ONU o membro da equipe de negociação da República Áraba Saarauí Democrática, Mohamad Jadad, e a secretária-geral do movimento de mulhers, Fatma al Mehdi.

Ban foi de helicóptero ao campo de refugiados de Smara para conversar com as famílias e observar o devastador efeito das fortes chuvas que castigaram a região no fim do ano passado.

Smara foi um dos acampamentos mais afetados. Cerca de 70% das casas foram danificadas e milhares de tendas perdidas depois das tempestades. No local, o secretário-geral foi informado sobre o trabalho da ONU para ajudar os 160 mil refugiados que vivem na região sul da Argélia e que dependem, há 40 anos, exclusivamente da ajuda internacional para sobreviverem.

Depois da visita, Ban será recebido pelo presidente saarauí, Mohammed Abdelaziz, antes de partir de helicóptero para os territórios libertados, tomados pela Frente Polisário durante a guerra com o Marrocos.

Além de tentar desbloquear o processo de paz - que inclui a realização de um referendo de autodeterminação ao qual o Marrocos impõe obstáculos -, a viagem de Ban terá como objetivo a renovação da permanência da Minurso, prevista para terminar em abril.

Os saarauís querem que a missão, encarregada de acompanhar o cumprimento do cessar-fogo assinado em 1991 entre Marrocos e a Frente Polisário, também seja responsável por zelar pelo respeito aos direitos humanos, sobretudo nas zonas ocupadas por Rabat.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos