Marco Rubio vence primárias republicanas em Porto Rico

San Juan, 6 mar (EFE).- O senador republicano e aspirante presidencial dos EUA Marco Rubio venceu neste domingo as primárias do partido em Porto Rico e anotou sua segunda vitória na corrida pela indicação conservadora à Casa Branca, segundo as projeções dos principais meios de comunicação nacionais.

Rubio, que viajou no sábado à ilha para fazer campanha, tem opções de monopolizar os 23 delegados republicanos que dos eleitores porto-riquenhos, que não podem votar nas eleições gerais de novembro, mas participar do processo de seleção de candidatos de cada partido.

Com 45% apurados, Rubio acumula 73,3% dos votos, com o magnata Donald Trump em um distante segundo lugar com 13,5% dos apoios, seguido do senador Ted Cruz com 9,3%.

Rubio conta com o apoio dos três superdelegados da ilha: o ex-governador Luis Fortuño, Jennifer González (presidente do Partido Republicano na ilha) e Zoraida Fonalledas, integrante de uma das famílias mais poderosas da ilha.

Os outros 20 delegados estavam em jogo nas urnas: se um aspirante alcançar mais da metade dos votos, como parece que ocorrerá com Rubio, fica com todos, e caso contrário serão divididos proporcionalmente entre os que alcancem pelo menos 20%.

O senador pela Flórida, que ganhou também as primárias de Minnesota na terça-feira, mas teve problemas para se transformar em uma sólida alternativa a Trump, foi o único aspirante republicano que visitou San Juan às vésperas da votação.

"(Os porto-riquenhos) podem morrer por nosso país, mas não podem votar pelo comandante-em-chefe que lhes vai mandar à guerra", lamentou Rubio em entrevista coletiva no sábado em San Juan, onde criticou que os moradores deste Estado Livre Associado possam se unir ao Exército, mas não votar nas eleições gerais.

O legislador de origem cubana argumentou que "a melhor maneira de solucionar isto é solucionando a questão do status político", que atualmente é "insustentável".

Para isso, advogou pela realização de um referendo na ilha no qual pergunte diretamente aos porto-riquenhos se querem ser anexados ou não aos EUA e, se a resposta for sim, que esta seja respeite em Washington.

Rubio, o favorito do lado tradicional do partido republicano, se mostrou convencido que ganharia tanto em Porto Rico como em seu estado, Flórida, que vota em 15 de março e onde as pesquisas dão a vitória a Trump.

Além de Porto Rico, hoje foi realizado caucus (assembleias populares) democrata no Maine, no nordeste dos EUA EFE

llb-mgl/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos