Combates com exército turco deixam 23 rebeldes curdos mortos

Istambul, 7 mar (EFE).- Pelo menos 16 supostos guerrilheiros curdos morreram nesta segunda-feira em combates com as Forças Armadas turcas no município de Idil, no sudeste da Turquia, e outros sete em Diyarbakir, segundo o jornal turco "Milliyet".

Após violentos confrontos armados nesta madrugada no centro de Idil, as forças de segurança levaram, em um reboque de trator, 13 corpos de supostos membros do clandestino Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ao necrotério do hospital local.

Outros três corpos chegaram após combates em uma região rural próxima e a operação na área continua, acrescentou jornal, citando fontes militares.

Idil, cidade de 26 mil habitantes na província de Sirnak, no sudeste da Turquia, está sob toque de recolher desde 16 de fevereiro, quando os militares começaram a sitiar vários bairros onde simpatizantes ou membros do PKK, a guerrilha curda da Turquia, começaram a se entrincheirar.

Segundo o boletim militar de hoje, as forças armadas "neutralizaram" (prenderam, feriram ou abateram) 75 supostos guerrilheiros desde o início da operação em fevereiro.

O partido esquerdista pró-curdo HDP, terceira força no parlamento, registrou a morte de quatro civis neste mesmo período.

Além disso, morreram hoje sete supostos guerrilheiros curdos e um soldado do exército turco em combates no bairro do Sul em Diyarbakir, onde vigora o toque de recolher desde o início de dezembro, acrescentou o "Milliyet".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos