EUA matam 150 membros da rede terrorista Al Shabab em ataque aéreo na Somália

Washington, 7 mar (EFE).- As forças armadas dos Estados Unidos mataram 150 combatentes do grupo terrorista Al Shabab na Somália com um ataque de um drone (avião não-tripulado), informou nesta segunda-feira o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.

O ataque aéreo foi realizado no sábado contra um acampamento desta organização terrorista, filiada à rede Al Qaeda, a 195 quilômetros ao norte de Mogadíscio.

Os combatentes estavam treinando para um "ataque em grande escala", estavam a ponto de deixar o acampamento e representavam uma "ameaça iminente" aos EUA e às forças da União Africana (UA), declarou o porta-voz.

O acampamento foi monitorado pelas forças de operações especiais dos EUA durante várias semanas até que a inteligência americana decidiu que a milícia radical islâmica estava preparada para cometer este ataque em grande escala.

Davis não esclareceu onde o atentado iria acontecer, mas os Estados Unidos mantêm uma pequena presença militar no aeroporto de Mogadíscio, e várias forças especiais do exército com um número reduzido de soldados atuam em outros pontos do país, como lembrou a imprensa americana.

"Atingimos o acampamento e o destruímos", explicou o porta-voz do Departamento de Defesa a jornalistas, sem explicar se o ataque deixou vítimas civis.

Em 2012, a rede Al Shabab anunciou sua adesão formal à Al Qaeda. A organização terrorista luta contra o exército somali e as forças da Missão da União Africana (AMISOM) para instaurar um estado islâmico de ramo wahhabista na Somália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos