No Dia da Mulher, ativistas protestam contra a classe política em São Paulo

(Corrige lead).

São Paulo, 8 mar (EFE).- Convocadas por movimentos sindicais, ativistas aproveitaram as celebrações do Dia Internacional da Mulher nesta terça-feira, em São Paulo, para protestar contra a classe política do país e criticaram tanto o governo da presidente Dilma Rousseff como a oposição.

Apesar de o ato ter sido promovido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), ligada ao PT, as manifestantes carregavam mensagens contra líderes do governo, do Congresso e da oposição.

Além de pedir o impeachment de Dilma, as ativistas exigiam a saída do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, um dos investigados na Operação Lava-Jato, que apura o escândalo de corrupção na Petrobras.

As manifestantes, que lotaram a Avenida Paulista, no centro da capital paulista, também protestaram contra o governador do estado, Geraldo Alckmin, e Aécio Neves, senador e presidente do PSDB.

Em princípio, se esperava que a manifestação fosse em apoio a Dilma e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na última sexta-feira foi levado de forma coercitiva a depor na Polícia Federal, durante a 24ª fase da Operação Lava-Jato.

Durante o ato, repleto de críticas contra a classe política, algumas representantes da organização Frente Brasil Popular, que reúne mais de 50 movimentos sociais, mostraram seu apoio a presidente e levaram um cartaz com a mensagem "Todas somos Dilma".

No entanto, a maior parte das participantes decidiu dar prioridade a outras reivindicações, como a legalização do aborto, a inclusão das mulheres negras, a igualdade de gênero nas diferentes esferas da sociedade e a luta contra a violência.

A manifestação ocorreu de forma quase totalmente pacífica, apesar de alguns incidentes entre simpatizantes e opositores do governo. EFE

rso-wgm/lvl

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos