Promotoria alemã investiga 17 pessoas por manipulações na Volkswagen

Berlim, 8 mar (EFE).- A procuradoria de Braunschweig (norte da Alemanha) investiga 17 pessoas possivelmente envolvidas no escândalo da manipulação de dados sobre emissões de poluentes da Volkswagen.

A informação foi confirmada pela própria promotoria após os jornais do grupo Funke publicarem que a investigação havia sido ampliada dos seis acusados iniciais para 17. Entre as pessoas investigadas não há nenhuma que pertença ao conselho direto do consórcio.

A investigação é realizada por suspeita de fraude e de violação da lei contra a concorrência desleal. Nos próximos dias, as pessoas investigadas deverão ser chamadas para prestar depoimento.

A Volkswagen reconheceu que instalou em 11 milhões de veículos um software que identifica quando o carro é submetido a um teste para que o motor emita menos gases poluentes e cumpra os limites estabelecidos pelas autoridades ambientais dos Estados Unidos, onde foi revelado o escândalo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos