Supremo afegão confirma condenação a até 20 anos por linchamento de mulher

Cabul, 8 mar (EFE).- A Suprema Corte do Afeganistão confirmou as sentenças de entre 10 e 20 anos de prisão para 13 condenados pelo linchamento de uma mulher acusada de queimar o Corão, cuja morte espancada por um grupo de homens desencadeou uma enérgica condenação dentro e fora do país.

O órgão judicial confirmou a condenação a 20 anos de prisão para três dos sentenciados, 16 anos para outros nove e 10 para um, disse nesta terça-feira à Agência Efe o porta-voz do Escritório do procurador-geral do Afeganistão, Basir Azizi.

"A resolução do Tribunal Supremo sobre estas 13 pessoas está finalizada e o veredicto foi entregue ao escritório do promotor para seu cumprimento", afirmou o porta-voz, ao explicar que os 13 condenados já não podem recorrer a sentença.

O Supremo ainda deverá se pronunciar sobre outros culpados, cujo número não foi confirmado, condenados em tribunais de primeira instância e de apelação a 16 anos de prisão.

Azizi indicou que o alto tribunal pediu à procuradoria mais informação e interrogatórios destes outros condenados.

Em frente a um santuário em Cabul, uma turba espancou até à morte, queimou seu corpo e o jogou em um rio, em março do ano passado, uma mulher de 27 anos chamada Farkhoda.

Inicialmente a jovem foi acusada de queimar uma cópia do Corão, mas as investigações concluíram que tinha sido vítima de videntes que incitaram as pessoas porque ela tinha denunciado que eles enganavam aos crentes.

O linchamento provocou várias protestos populares, e foi condenado pela ONU e organizações de direitos humanos, enquanto o governo afegão constituiu uma comissão de investigação e proibiu os grupos "obscurantistas" em todo o país.

Em maio desse ano, um tribunal condenou quatro homens à morte e outros 9 a 16 anos de prisão, enquanto 18 foram absolvidos e 11 policiais foram condenados a um ano de prisão por negligência.

Dois meses depois, um tribunal de apelações reduziu para 20 anos de prisão três das penas de morte e a quarta a 10 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos