Trump, Cruz e Rubio não estão aptos para presidência dos EUA, diz jornal

(Corrige título).

Miami, 7 mar (EFE).- O jornal da Flórida "Sun Sentinel" afirmou nesta segunda-feira em um editorial que os pré-candidatos republicanos à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, Marco Rubio e Ted Cruz, "não estão qualificados" para assumir a Casa Branca.

A publicação utilizou esse editorial para explicar sua recusa em apoiar algum dos pré-candidatos a poucos dias das eleições primárias na Flórida, previstas para 15 de março, mas enalteceu o quarto concorrente à indicação do partido, John Kasich, ao considerá-lo "um conservador sólido".

"O governador de Ohio, Kasich, é o melhor do grupo, mas se analisamos um candidato pelo calibre de sua campanha, a falta de tração e organização de sua campanha fazem com que um voto para ele conte muito pouco", lamentou o jornal em seu editorial.

Até o momento, Trump lidera a indicação nas primárias conservadoras no número de delegados para escolher o candidato na convenção republicana, seguido pelos senadores de origem cubana Cruz e Rubio.

O jornal, que tinha apoiado o ex-governador da Flórida Jeb Bush antes que este abandonasse a disputa em fevereiro, afirmou que "a nação não estava preparada para outro Bush, e nosso ex-governador não estava pronto para uma campanha contra o establishment em uma era alimentada pelo Twitter".

O "Sun Sentinel" desqualificou Trump ao perguntar aos eleitores se os mesmos confiariam "o arsenal nuclear" dos Estados Unidos ao "errático" e "petulante" magnata do setor imobiliário.

"A presidência é um assunto sério, não é um programa de entretenimento. Trump pode ser divertido, mas carece da experiência e do temperamento para ser presidente".

Além disso, o editorial criticou Rubio, ao ressaltar que o senador "tem o pior registro de presença no Senado dos Estados Unidos".

"Acredita-se que Marco Rubio pode unir o Partido Republicano sob uma bandeira, vote nele, mas lembre-se que ele quase não tem experiência e fez pouco (...), ele não vai trabalhar muito", escreveu o comitê editorial do "Sun Sentinel".

A publicação disse que também descartou o senador Cruz, pois o considera um candidato para "se temer", que "defende um governo limitado e tomará suas decisões com base na Bíblia".

Na corrida pela indicação do Partido Republicano, Trump somou até o momento 382 delegados, quase um terço dos 1.237 necessários para garantir a nomeação do partido na convenção que será realizada em julho em Cleveland, no estado de Ohio.

Atrás de Trump vem Cruz, com 300 delegados, e, mais distantes, estão Rubio (128 delegados) e Kasich (34).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos