Em posse, Rebelo de Sousa promete ser guarda da Constituição portuguesa

Lisboa, 9 mar (EFE).- O conservador Marcelo Rebelo de Sousa tomou posse nesta quarta-feira da presidência de Portugal com um discurso em que prometeu que será "um guarda permanente e escrupuloso da Constituição e de seus valores".

"Portugal é a razão de ser do compromisso solene que acabo de assumir", disse Rebelo de Sousa, admitindo que o país enfrenta "tempos e desafios difíceis" e apostando em mais justiça social e na busca de convergências para reforçar o entendimento e construir consensos.

"É necessário sair do clima de crise e evoluir na qualidade da educação, da saúde, da justiça e do próprio sistema político", disse.

"Mas, ao mesmo tempo, temos que cicatrizar feridas" de tantos anos de sacrifício, ressaltou Rebelo, que garantiu que será presidente de todos os portugueses, e que não estará "a favor nem contra ninguém".

Eleito em 24 de janeiro no primeiro turno com 52% dos votos, Rebelo de Sousa agradeceu seu antecessor e correligionário, Aníbal Cavaco Silva, e seus "ilustres convidados estrangeiros".

Político, jurista e professor, o carismático Marcelo Rebelo de Sousa, de 67 anos, foi durante anos um popular apresentador de televisão que batia recordes de audiência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos