Morre George Martin, ex-produtor dos Beatles, aos 90 anos

Londres, 9 mar (EFE).- George Martin, antigo produtor dos Beatles, morreu aos 90 anos, informou nesta quarta-feira o ex-baterista do grupo musical de Liverpool, Ringo Starr.

Em seu perfil no Twitter, Starr disse que Martin, considerado o "quinto Beatle" e pilar do sucesso musical dos "quatro fabulosos", vai fazer muita falta.

"Deus abençoe George Martin, paz e amor para Judy (sua mulher) e sua família. Carinhos de Ringo e Barbara (esposa do baterista). Sentiremos saudades de George", diz a mensagem do ex-beatle.

No texto, no qual não informa onde o ex-produtor morreu, Ringo lembra também da amabilidade de Martin.

Após a divulgação da notícia, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, rendeu tributo à figura de Martin ao afirmar que este foi "um gigante da música" ao "trabalhar com os quatro fabulosos para criar a música pop mais perdurável".

Sean Ono Lennon, filho de John Lennon e Yoko Ono, postou em sua conta do Instagram uma foto de Martin e uma mensagem na qual admite sentir comoção com a notícia.

O representante de Martin, Adam Sharp, disse hoje que o produtor dos Beatles foi um "autêntico cavalheiro" e sua família agradece as demonstrações de afeto.

"Foi uma inspiração para muitos e é reconhecido globalmente como um dos talentos mais criativos da música. No final foi um autêntico cavalheiro. A família pede que seja respeitada sua intimidade neste momento", acrescentou Sharp.

O ator Roger Moore, que interpretou James Bond, postou em sua conta no Twitter que Martin ajudou em seu primeiro filme como o agente 007, "Vive e deixa morrer", com a voz de Paul McCartney, para que tivesse uma música que "soasse magnificamente".

Durante cinco décadas, George Martin ajudou a produzir mais de 700 discos e foi a figura que ajudou a lançar os Beatles à fama quando dirigia a Parlophone, uma divisão da EMI, após escutar uma fita de teste do quarteto em 1962.

Martin foi responsável por produzir todos os trabalhos dos Beatles, que gravaram seus discos nos emblemáticos estúdios Abbey Road, no bairro londrino de St. John's Wood.

Durante sua longa trajetória profissional, Martin ganhou vários prêmios de música Grammy e trabalhou também em cinema e televisão.

Além disso, ocupou cargos em empresas de meios de comunicação e contribuiu para causas benéficas, incluídos seus trabalhos para The Prince's Truste, formada pelo príncipe Charles para ajudar os jovens com talento, e a ilha caribenha de Montserrat.

A rainha Elizabeth II lhe concedeu em 1996 o título de Cavalheiro por seus serviços à indústria musical e à cultura popular.

Nascido em 3 de janeiro de 1926, George Martin era filho de carpinteiro no bairro de Holloway, no norte de Londres

Estudou na Escola Guildhall de Música e Drama desde 1947 até 1950, onde estudou piano e oboé e, após sua graduação, trabalhou para o departamento de música clássica da "BBC", e mais tarde se uniu à fonográfica EMI.

Entre outras coisas, Martin produziu comédias e inovadoras gravações nos princípios da década de 50 e trabalhou com Peter Sellers e Spike Milligan, entre outros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos