Israel fecha canal de divulgação palestino por "instigação à violência"

Jerusalém/Ramala, 11 mar (EFE).- Os organismos israelenses de segurança fecharam o canal de divulgação palestino "Falestin Al Yom", que funciona na Cisjordânia através de várias plataformas, e detiveram um de seus diretores sob a acusação de instigar violência.

"Falestin Al Yom (Palestina hoje) atua em nome da jihad islâmica", diz um comunicado policial no qual informa que forças dos serviços secretos, do exército e da polícia fizeram uma batida ontem à noite em seus escritórios em Ramala.

Segundo o relatório, "a informação acumulada indica que o canal servia à jihad islâmica como ferramenta para instigação (à violência) entre a população da Judéia e Samaria (Cisjordânia), exortando a realizar atentados contra o Estado de Israel e seus cidadãos".

"Falestin Al Yom" divulga informação através da televisão, internet e redes sociais, e seus funcionários se encontram no Líbano.

Sua ampla divulgação entre os palestinos lhe põem à altura quase de um canal oficial.

Um de seus diretores, Farouk Omar Qassam Alat, de 34 anos e residente em Bir Zet, foi detido no curso da operação israelense, segundo o comunicado oficial.

Muhamad Amro, outro de seus executivos, confirmou hoje à Agência Efe a batida e explicou que os agentes confiscaram todas os equipamentos eletrônicos e lhes entregaram uma ordem de fechamento por tempo indefinido.

Em comunicado oficial, o secretário-geral da OLP, Saeb Erekat, condenou a batida e pediu à comunidade internacional que "atue contra Israel para deter a violência contra palestinos e suas instituições".

O fechamento do canal segue a uma decisão tomada ontem à noite pelo gabinete israelense de segurança para atuar com maior determinação contra os veículos de imprensa que considera uma plataforma à instigação à violência, depois dos últimos ataques entre terça-feira e na quarta-feira, que deixaram um morto e uma dezena de feridos em Jerusalém, Tel Aviv e Petahtikva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos