Líder das Farc descarta que acordo de paz seja assinado em 23 de março

Havana, 12 mar (EFE).- O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londoño, conhecido pelo codinome Timochenko, descartou neste sábado em entrevista à Agência que se possa assinar algum acordo com o governo em 23 de março por divergências sobre as áreas de localização dos guerrilheiros.

Depois que tanto o presidente Juan Manuel Santos como os negociadores das Farc admitissem esta semana que é impossível assinar a paz em 23 de março - prazo que se impuseram há seis meses -, Timochenko afirmou que estavam "muito avançados" dois acordos sobre o cessar-fogo bilateral e definitivo e o desmonte do paramilitarismo que esperavam apresentar nesse dia.

"Já tínhamos falado que era impossível chegar ao acordo final em 23 de março, mas podíamos conseguir algo e daí melhor que o cessar-fogo bilateral e definitivo, onde podíamos anunciar à Colômbia: terminou a guerra", afirmou Timochenko à Efe em Havana, onde se desenvolvem os diálogos de paz há mais de três anos.

Segundo contou, a negociação está agora estagnada por causa de uma crise surgida nas discussões sobre as áreas de localização, nas quais se concentrarão os guerrilheiros durante o cessar-fogo bilateral.

Segundo contou, uma proposta do governo sobre esse assunto foi o que incomodou as Farc, porque entendem que lhes direciona "à rendição e à entrega".

Para as Farc esse documento, apresentado em 6 de março, representa uma volta às posições de há mais de três anos porque "era quase o documento inicial" que o governo propôs na fase exploratória prévia aos diálogos de paz.

Em qualquer caso, Timochenko garantiu que a negociação "não parou" e assegurou que as Farc farão todo o possível para "seguir adiante" na negociação e buscar uma saída para o conflito.

"Na mesa de Havana vivemos de crise em crise até o acordo final, sempre foi assim", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos