Governo da Turquia anuncia que número de mortos em atentado chega a 34

Ancara, 13 mar (EFE).- O ministro da Saúde da Turquia, Mehmet Muezzinoglu, anunciou que pelo menos 34 pessoas morreram neste domingo na explosão de um carro-bomba no centro de Ancara, incidente que ainda deixou 125 civis feridos, sendo 19 em estado crítico.

Já o titular da pasta do Interior, Efkan Ala, afirmou em entrevista coletiva que o caso está sendo tratado pelo governo como um "atentado terrorista" contra a população civil.

"Condenamos esse ato. Aqueles que o perpetraram não vão conseguir alcançar seus objetivos", afirmou o ministro após explicar que a bomba explodiu dentro de um carro em movimento, com um ou dois suicidas a bordo, logo após passar por um ônibus.

De acordo com Efkan Ala, "civis esperando em um ponto de ônibus foram atacados por um carro em movimento". Quanto à possível autoria do ataque, o ministro disse que a investigação já encontrou sérias evidências, mas a organização responsável pelo atentado será revelada quando todas as perícias terminarem.

"Não vamos dar um passo para trás em nossa luta contra o terrorismo", concluiu o ministro do partido islamita AKP.

A explosão aconteceu por volta das 16h34 (13h24 em Brasília) na cêntrica praça de Kizilay, perto de uma delegacia e de um parada de ônibus.

Esse foi o terceiro grande atentado ocorrido em Ancara, após um duplo ataque suicida perpetrado em outubro, com mais de 100 mortos, e o ataque contra um comboio militar em fevereiro, com 30 mortos. EFE

dt-jk/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos