Obama afirma que Venezuela deve eleger o quanto antes um "governo legítimo"

Washington, 14 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta segunda-feira que o povo venezuelano deve escolher um "governo legítimo" o mais breve possível para conseguir solucionar a grave crise econômica que afeta o país.

Em entrevista transmitida hoje pela emissora "CNN", Obama afirmou que seu governo está preocupado com a situação da economia venezuelana. "Isso está diretamente ligado com os desafios do governo e quanto antes o povo venezuelano puder eleger um governo que eles confiem e seja legítimo, e que possa a começar a implementar políticas econômicas que os tirem da crise que estão, será melhor para todos nós", disse o presidente americano.

Obama destacou que todos os países do continente estão "interligados" e que os EUA não tem interesse em ver a Venezuela fracassar. "Se a Venezuela fracassa, isso poderia ter impacto nas economias da Colômbia, ou da América Central, ou do México, e isso, por sua vez, poderia afetar a economia americana. Queremos que o povo venezuelano tenha êxito", disse.

"Mas será mais difícil ter êxito econômico se não resolverem alguns dos problemas de governabilidade que os afetam há bastante tempo", completou o presidente americano.

Obama também defendeu a ampliação da ordem executiva que prevê sanções para alguns funcionários do governo da Venezuela e que considera o país como uma "ameaça" à segurança dos EUA.

"Quando implementamos essas sanções no ano passado, foi por nossa forte preocupação que na Venezuela não se estavam cumprindo as práticas democráticas básicas, e que isso era prejudicial não só para Venezuela. Estava desestabilizando a situação de um modo que podia afetar os países vizinhos", disse Obama.

"Nossa opinião é que o povo venezuelano tem que decidir o que vai ocorrer na Venezuela", concluiu o presidente americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos