EUA confirmam morte de alto comandante do Estado Islâmico em ataque aéreo

Washington, 14 mar (EFE).- O Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou nesta segunda-feira a morte do alto comandante do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) conhecido como "Omar o checheno" por causa dos ferimentos sofridos em um ataque aéreo da força aérea americana na Síria no último dia 4.

O Pentágono confirmou para vários veículos de imprensa americanos o que até agora era apenas uma possibilidade, já que a informação de que o terrorista era um dos alvos no ataque tinha sido divulgada anteriormente, mas não havia certeza se o mesmo tinha morrido ou não.

Também teriam morrido outros 12 combatentes do grupo jihadista no ataque, que ocorreu perto da cidade de Al Shadadi, na província de Al Hasaka, perto da fronteira com a Turquia.

Conhecido como "Omar o checheno", Abu Omar al Shishani nasceu na Geórgia e lutou nas forças armadas de seu país durante a curta guerra com a Rússia em 2008.

"É um líder experimentado na batalha que liderou combatentes do EI em vários enfrentamentos no Iraque e na Síria", disse o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Peter Cook, sobre o terrorista.

"Sua potencial retirada da linha de batalha impactaria negativamente na habilidade do EI de recrutar combatentes estrangeiros, especialmente aqueles que vêm da Chechênia e das regiões do Cáucaso, e reduziria sua capacidade de coordenar ataques e defender redutos como Al Raqqah (Síria) e Mossul (Iraque)", acrescentou Cook em entrevista coletiva na semana passada.

Acredita-se que Shishani começou a lutar em brigadas rebeldes da guerra civil síria em 2012 e que, um ou dois anos depois, se uniu ao grupo Estado Islâmico, onde ocupou posições militares de destaque, incluindo a de "ministro de guerra", segundo o Pentágono.

No momento do ataque, Shishani estava a caminho de Al Shadadi, na província síria de Al Raqqah, para reforçar os combatentes do EI após derrotas estratégicas para as forças locais apoiadas pelos Estados Unidos, interrompendo as operações do EI na fronteira entre a Síria e o Iraque.

O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos incluiu Shishani em sua lista de terroristas internacionais em 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos