Homem é condenado a 37 penas de prisão perpétua por estuprar amigas da filha

Johanesburgo, 15 mar (EFE).- A Justiça sul-africana condenou nesta terça-feira a 37 penas de prisão perpétua um homem que estuprou em várias ocasiões sete amigas de sua filha, às quais fornecia soníferos para abusá-las, informaram a imprensa local.

O pedófilo, de 51 anos e residente na cidade de George, no Cabo Ocidental, foi condenado após ser declarado culpado por 37 acusações de estupro de menores, pelos quais assumiu sua responsabilidade.

Além disso, o pedófilo recebeu outra pena de 10 anos de prisão por outras 29 acusações de produção de pornografia infantil.

O condenado foi detido em dezembro de 2014, e seu nome não foi revelado para proteger a privacidade de sua filha, que era utilizada para convidar suas amigas para dormir em casa -a mais nova delas de 10 anos de idade- que depois eram estupradas.

O pedófilo se declarou culpado destas acusações após chegar a um acordo com a Promotoria, que o acusava a princípio de mais de 3 mil delitos, retirados em troca que admitisse o resto.

Foi então quando reconheceu que os estupros ocorreram em seu domicílio durante 2012 e 2014 e que nenhuma das menores consentiu os atos sexuais.

Segundo sua versão, ele dava soníferos para abusar delas, por isso que as vítimas não estavam conscientes no momento do estupro. EFE

mg/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos