Polícia descarta atentado terrorista em explosão de carro em Berlim

Berlim, 15 mar (EFE).- A polícia de Berlim relacionou ao crime organizado a detonação de uma bomba em um carro em Berlim, que provocou a morte do motorista, e descartou se tratar de um atentado terrorista, segundo o jornal "Bild".

Segundo informações da edição digital do semanário "Der Spiegel", a vítima é um berlinense de 43 anos que tinha sido investigado no passado pela polícia por tráfico de drogas.

Tanto a polícia como a promotoria indicaram que foi um crime ligado a quadrilhas do crime organizada.

A comissão de homicídios da polícia assumiu as investigações. Os agentes continuam recolhendo provas no local.

Segundo as primeiras investigações, a explosão aconteceu quando o carro estava em andamento e o veículo, um Volkswagen Passat cinza metalizado, capotou e bateu em outro carro que estava estacionado.

O motorista morreu na hora.

As forças de segurança estabeleceram um amplo cordão de isolamento em torno do veículo, no bairro de Charlottenburg, e pediu aos vizinhos que não saíssem de casa.

O alerta foi desativado após a polícia comprovar que não havia mais explosivos no veículo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos