Mercado recebe nomeação de Lula como ministro com cautela

São Paulo, 16 mar (EFE).- O mercado financeiro recebeu nesta quarta-feira com cautela a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como novo ministro chefe da Casa Civil no governo Dilma Rousseff.

Por volta das 14h30, a bolsa de São Paulo registrava queda de 0,4%, para 46.940,25 pontos, e o dólar subia 0,7%, para R$ 3,789.

A nomeação de Lula foi confirmada em nota oficial pelo Palácio do Planalto. O ex-presidente assumirá uma das pastas mais influentes do gabinete, na qual poderá negociar negociar com a fragmentada base parlamentar do governo.

Além disso, após ter a prisão pedida pelo Ministério Público de São Paulo por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, e em um momento em que é investigado pela operação Lava Jato pela suspeita de ter recebido vantagens indevidas de construtoras envolvidas em um escândalo de corrupção na Petrobras, Lula ganha foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Investidores e analistas financeiros consultados pela Efe reconheceram que temem uma guinada à esquerda na política econômica do governo e afirmaram que estão atentos aos passos que Lula possa dar a partir de agora. Segundo eles, o mercado atravessa um "movimento de incerteza" ante o medo de que, com Lula no governo, sejam adotadas medidas "populistas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos