Manifestantes protestam contra Dilma e Lula na Avenida Paulista

São Paulo, 17 mar (EFE).- Centenas de pessoas voltaram nesta quinta-feira às ruas de São Paulo para protestar contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante sua posse como ministro e exigiram o impeachment de Dilma Rousseff.

Lula, sobre quem pesam suspeitas de corrupção, foi nomeado na véspera ministro da Casa Civil, o Ministério mais poderoso do gabinete, e a sua designação seguiu uma tempestade política, que piorou pela divulgação de áudios que surgerem que Dilma tratou de evitar uma possível detenção de seu antecessor.

Os manifestantes, que ontem protagonizaram outro episódio de rejeição ao governo, retornaram nesta manhã à Avenida Paulista com bandeiras do Brasil, dizendo que o país está de "luto".

Os participantes cantaram palavras de ordem como "nossa bandeira nunca será vermelha".

Também deram amostras de apoio ao juiz Sergio Moro, responsável pelas investigações sobre a trama de corrupção da Petrobras, que envolve Lula, investigado por enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

No entanto, como ministro, as causas abertas contra Lula sairão da jurisdição de Moro e tramitarão no Supremo Tribunal Federal, o que pode dilatar os processos.

"Isto representa uma afronta e uma falta de respeito com as instituições. Não há como ficar em casa sentada, menosprezaram o juiz Sergio Moro e o Supremo Tribunal Federal", disse à Agência Efe Lilia Moura, uma das manifestantes.

Outra das presentes, Sandra Alonso, afirmou que quer "um Brasil melhor para seus filhos" porque, na sua opinião, "o governo está bricando com o povo".

Lula assumiu o cargo no meio de protestos de grupos opositores e e simpatizantes que se reuniram nos arredores do Palácio do Planalto em Brasília e em cerimônia na qual os convidados receberam o ex-presidente e a Dilma aos grito de que "não haverá golpe".

A expressão de apoio foi em referência ao possível julgamento político visando o impeachment da governante, impulsionado pela oposição e que o Congresso retomará hoje mesmo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos