EUA afirmam que lista de dissidentes que Obama encontrará "não é negociável"

Washington, 18 mar (EFE).- A lista de dissidentes cubanos com quem o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reunirá, "não é negociável", e inclui alguns que o governo de Cuba "preferiria que não nos reuníssemos", indicou nesta sexta-feira Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca, ao falar sobre a iminente viagem de Obama a Havana.

"Não me surpreenderia se o governo de Cuba preferisse que não nos reuníssemos com algum dos que estão nessa lista", indicou Earnest em sua entrevista coletiva diária, a última antes de o presidente americano viajar à ilha, no domingo, para a visita oficial.

"Mas posso dizer que o presidente vai manter suas reuniões e terá uma conversa sobre direitos humanos. A lista de gente convidada para se reunir com o presidente em Cuba não é negociável", acrescentou Earnest.

O porta-voz evitou dar detalhes sobre os dissidentes que participarão deste encontro com Obama. A Casa Branca só afirmou que ele se reunirá com "membros da sociedade civil cubana, entre eles, alguns destacados dissidentes".

No entanto, vários deles confirmaram ter recebido o convite por telefone, entre eles, a líder do movimento feminino Damas de Branco, Berta Soler; o ex-preso político José Daniel Ferrer, que lidera a União Patriótica de Cuba (Unpacu), e a jornalista independente Miriam Leiva.

Também confirmaram outros opositores, como Guillermo Fariñas, prêmio Sakharov de Direitos Humanos 2010; o diretor do fórum crítico "Estado de Sats" e integrante da iniciativa #TodosMarchamos, Antonio González-Rodiles; e Manuel Cuesta Morúa, do projeto Arco Progressista.

Na viagem à Havana, a primeira de um presidente dos EUA desde 1928, Obama se reunirá na segunda-feira com o presidente cubano, Raúl Castro, e fará um "importante discurso" no Grande Teatro de Havana na terça-feira, dia em que também verá os dissidentes e assistirá a uma partida de beisebol.

A situação dos direitos e das liberdades em Cuba é um dos assuntos mais espinhosos das recém-reestabelecidas relações entre a ilha e os EUA, parte do novo cenário criado após o degelo diplomático anunciado em 17 de dezembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos