PM dispersa protestos contra Dilma e Lula em São Paulo com jatos d'água

São Paulo, 18 mar (EFE).- Usando jagtos d'água, a Polícia Militar dispersou nesta sexta-feira os manifestantes que estavam concentrados desde a noite de quarta-feira na avenida Paulista, em São Paulo, para exigir a renúncia da presidente Dilma Rousseff e expressar rejeição à posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro chefe da Casa Civil.

Sem sucesso nas negociações para uma retirada pacífica, a Tropa de Choque da PM foi acionada para dispersar a manifestação, que durava cerca de 40 horas, em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Os policiais utilizaram jatos d'água, e quando alguns dos manifestantes responderam jogando pedras e outros objetos, os agentes usaram gás lacrimogêneo.

A ação foi rápida e não demorou mais de dez minutos, suficientes para liberar o tráfego de veículos na avenida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos