Abdeslam é preso acusado de mortes e participação em grupo terrorista

Bruxelas, 19 mar (EFE).- O possível líder logístico dos atentados de 13 de novembro em Paris, Salah Abdeslam, foi preso neste sábado, acusado de assassinatos e participação em um grupo terrorista, informou a Promotoria Federal belga.

Além dele, Amine Choukri, acusado dos mesmos crimes, também foi detido. O terceiro acusado e preso hoje foi Abid Aberkan, por participar de um grupo terrorista e esconder criminosos. Djemila M., por sua vez, também acusa de esconder criminosos, não foi presa e Sihane Aberkan foi liberada das acusações.

O advogado de Abdeslam, Sven Mary, disse hoje que seu cliente comparecerá na quarta-feira perante a câmara do conselho de Bruxelas, de acordo com a agência "Belga". Ele e as outras quatro pessoas foram detidas ontem durante uma operação policial no distrito de Molenbeek e se apresentaram neste sábado perante um juiz instrutor.

De acordo com o jornal "La Dernière Heure", graças ao monitoramento de Abid Aberkan, um dos detidos nessa operação, a polícia conseguiu encontrar o paradeiro do fugitivo mais procurado da Europa. Aberkan tinha participado na quinta-feira do enterro em Bruxelas de Ibrahim Abdeslam, o irmão de Salah, um dos suicidas dos atentados de Paris, e é um dos membros da família que acolheu Salah Abdeslam em Molenbeek.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos