Níger terá segundo turno de eleições presidenciais no domingo

Niamey, 19 mar (EFE).- Os eleitores de Níger foram chamados a participar do segundo turno das eleições presidenciais no domingo, com nenhuma dúvida sobre a reeleição do presidente Issoufou Mahamadou, já que seu adversário, Hama Amadou, se retirou da corrida pela liderança do país.

Como protesto pelo desenvolvimento do primeiro turno realizado em 21 de fevereiro, no qual Mahamadou obteve 48,4% dos votos (ou seja, a maioria absoluta), a oposição boicotou este segundo turno, convertendo-lê em um mero trâmite.

Além disso, a oposição quis protestar pela rejeição do governo a libertar Hama Amadou (preso por um assunto familiar), que com uma porcentagem de 17% de votos no primeiro turno, deveria enfrentar Mahamadou amanhã, e pela rejeição da Comissão Eleitoral de levar em conta todos seus recursos.

Amadou, popular por sua franqueza e com fama de íntegro, foi fundamental para a vitória de Issoufou em 2011, mas sua recusa a apoiar um governo de união nacional em 2013 o fez romper com o presidente, que seguidamente varreu todos os membros do partido de Amadou das instituições do Estado, transformando assim em seu principal inimigo.

No total, são 7,5 milhões os nigerinos inscritos nas listas eleitorais e com direito a voto; no primeiro turno, votaram pouco mais de 66% do censo eleitoral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos