Eleições parlamentares do Cazaquistão se desenvolvem sem surpresas

James Russo

Astana, 20 mar (EFE).- O presidente cazaque, Nursultan Nazarbayev, votou neste domingo nas eleições legislativas antecipadas que os observadores declararam limpas, mas claramente desiguais, levando em conta que espera que o partido do governo, Nur Otan, mantenha sua arrasadora maioria parlamentar.

Quando respondia perguntas após votar no centro cívico de Astana Palácio da Infância, Nazarbayev repreendeu educadamente um jornalista americano que questionou a pluralidade das eleições no Cazaquistão.

"Nós lembramos os tempos em que as mulheres não podiam votar e havia discriminação racial nos Estados Unidos. Os Estados Unidos necessitaram de 150 anos para realizar reformas para conseguir uma democracia real, e nós só levamos 25 anos. Estamos fazendo reformas progressivamente", disse o presidente cazaque.

"A democracia não é o ponto de partida para nós: é o final do caminho", acrescentou.

A situação no Cazaquistão tem que ser "vista em seu contexto histórico. O primeiro presidente do Cazaquistão é a pessoa que fundou o Estado cazaque e trouxe a prosperidade aos cazaques. No futuro, certamente, haverá mais diversidade de opiniões, mas atualmente com este presidente, as opiniões críticas entre as massas são poucas e estão afastadas entre si", disse o especialista no Cazaquistão José Luis Orella, professor da Universidade CEU São Paulo em Madri que estava em Astana observando as eleições.

Fora do colégio eleitoral, Asiya Abdykhalm, de 26 anos de idade e professora de história em Astana, não podia conter sua emoção após ter sido testemunha do momento no qual o presidente depositou seu voto na urna transparente.

"Este é um grande dia para nosso país e para mim como cidadã do Cazaquistão. Eu votei no Nur Otan e estou orgulhosa deste partido e de nosso presidente e confio que Cazaquistão se desenvolverá ainda mais", disse a professora.

Adilkhan Duisebayev, um advogado estrangeiro de 23 anos residente em Astana, disse que o presidente Nazarbayev gera confiança entre o as pessoas. "Ele sabe o que quer, e sabe o que o povo quer", considerou.

A Comissão Eleitoral Central do país ainda segue com a apuração, mas informou que o índice de participação superava 71% no começo da tarde. Os primeiros resultados oficiais são esperados para segunda-feira de manhã.

Enquanto isso, um fluxo constante de observadores internacionais ofereceram rodas de imprensa durante o dia para informar sobre suas considerações. Não houve relatórios negativos.

"As eleições estão se desenvolvendo com sucesso. Não foi detectada nenhuma anomalia. As eleições cumprem com a legislação nacional do Cazaquistão e com os padrões das leis internacionais", disse o vice-secretário-geral do Conselho de Cooperação dos Estados de Língua Túrquica, Ömer Kocaman.

Mais de 800 observadores internacionais foram preparados para supervisionar as eleições em 10 mil locais. O governo se comprometeu a assegurar que as eleições são realizadas "de acordo com os mais altos padrões democráticos".

Há 234 candidatos que disputam 98 dos 107 assentos que compõem a câmara Baixa do parlamento (Majilis). Os nove assentos restantes estão reservados para a Assembleia do Povo do Cazaquistão, um organismo constitucional formado por representantes dos grupos étnicos da nação.

O partido do governo Nur Otan, que conta com 83 cadeiras, espera manter sua arrasadora maioria, enquanto os dois partidos da oposição no parlamento, o Partido Democrático Ak Zhol e o Partido Comunista do Povo do Cazaquistão, tentarão aumentar sua representação na câmara a partir das oito e sete cadeiras que têm respectivamente.

Também apresentam candidatos outros três partidos minoritários: o Partido Social-Democrata Auyl, o Partido Social-Democrata Nacional e o partido Birlik (Unidade).

Além disso, os eleitores elegerão hoje os representantes para os órgãos de governo locais (Maslikhats).

Cerca de 10 milhões de pessoas foram convocadas ao votar nos 9.840 colégios eleitorais distribuídos ao longo do nono maior país do mundo em extensão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos