Combates no sudeste da Turquia matam quatro soldados

Ancara, 21 mar (EFE).- Quatro soldados morreram nesta segunda-feira em combates com simpatizantes da guerrilha curda do PKK na cidade de Nusaybin, situada na província de Mardin, no sudeste da Turquia, informa o jornal turco "Hürriyet".

O primeiro soldado morreu por causa de um explosivo colocado na rua e outros três morreram no combate que se desencadeou posteriormente, afirma o citado jornal.

A cidade de Nusaybin, de cerca de 100 mil habitantes, situada na fronteira síria, se encontra desde segunda-feira sob toque de recolher, e o Exército tenta desalojar dela os simpatizantes da guerrilha curda que montaram barricadas e cavaram fundações.

Há meses, jovens curdos, vinculados de forma ideológica ao proscrito Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), se entrincheiraram em vários bairros das cidades do sudeste do país, e utilizam explosivos e armas leves contra as forças de segurança que tentam retomar o controle.

O Exército e gendarmaria fazem frente aos milicianos com tanques e fogo de artilharia, após impor toques de recolher.

Segundo o boletim militar de hoje, o Exército "neutralizou" (abateu ou capturou) ontem dez "terroristas" na cidade de Nusaybin, enquanto o resultado desde o início da operação há uma semana, é de 42 "neutralizados".

Segundo dados do esquerdista e pró-curdo partido HDP, o terceiro do parlamento, desde julho, quando começaram os enfrentamentos entre guerrilha curda e Forças Armadas, faleceram 487 civis durante os toques de recolher impostos nas cidades de Cizre, Silopi, Idil, Sirnak, Yüksekova, Nusaybin e no bairro Sul de Diyarbakir.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos