Começa reunião bilateral entre Raúl Castro e Barack Obama em Havana

Havana, 21 mar (EFE).- A reunião bilateral entre os presidentes de Cuba, Raúl Castro, e dos Estados Unidos, Barack Obama, começou nesta segunda-feira no Palácio da Revolução, em Havana, sede do governo da ilha, um dos eventos mais importantes da agenda do líder americano no país.

É o terceiro encontro entre os presidentes desde o anúncio do degelo entre os dois países, após seus encontros na Cúpula das Américas no Panamá, em abril de 2015, e na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York, em setembro do mesmo ano.

Mas esta é a primeira reunião em solo cubano, na sede do governo, entre os dois protagonistas de um histórico degelo após mais de meio século de relações diplomáticas rompidas.

Segundo a agenda, Raúl Castro e Barack Obama se reunirão a sós durante uma hora e meia, e depois o encontro será ampliado às delegações governamentais de Cuba e dos EUA.

Devem participar dessa reunião bilateral ampliada, pelos EUA, o secretário de Estado, John Kerry, a de Comércio, Penny Pritzker, e o de Agricultura, Tom Vilsack, além do encarregado de negócios dos EUA na ilha, Jeffrey DeLaurentis.

Pela parte cubana, o primeiro vice-presidente da ilha, Miguel Díaz-Canel; o chanceler Bruno Rodríguez; o ministro de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro, Rodrigo Malmierca; e a diretora para a América do Norte do Ministério de Relações Exteriores, Josefina Vidal, que liderou as negociações de normalização das relações.

Ao fim dessas reuniões, os dois presidentes farão declarações à imprensa.

Obama voltará à noite ao Palácio da Revolução, onde será o convidado de honra de um jantar de Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos